... Expressividade ...

"Decifra-me mas não me conclua, eu posso te surpreender! - Clarice Lispector

Meu Diário
27/03/2017 01h00
Deixei de ter medo ( Texto Jose Micard)

Ao ler esse texto, percebi que poderia vestir a alma de um garoto em transformação (JM)

                                ⏳⏳⏳⏳

Deixei de ter medo de muitos dos meus medos. Já não evito aquilo que me amedronta se for importante para mim. Já não perco tempo com quem quer fazer-me perder o meu tempo. Aprendi a perguntar rapidamente às pessoas aquilo que querem de mim a fim de evitar perder-se muito tempo em jogos e estratégias mentais que me cansam. Tenho cada vez maior dificuldade em viver no cinzento. Seja branco ou preto, mas gosto de sabê-lo. A idade trouxe para a minha definição de amizade e companheirismo enormes requisitos de honestidade. Abomino falsidade, mentiras ou o diz que não disse. Custa-me lidar com críticas destruidoras e orgulhos de meia tigela. As pessoas gratas tocam-me cada vez mais no coração. Já consigo ver o insucesso como uma forma diferente de sucesso. Não tenho paciência para pessoas que escolhem palavras para falar ou escrever com enfatuação e usam termos demasiado técnicos, emproados ou espirituais para definir emoções e sentimentos. Gosto cada vez mais de gente sensível, desde que não o sejam em demasia, porque tal atitude roça inevitavelmente a vitimização. Vibro com pessoas que acreditam nelas próprias e nas suas capacidades. Aborreço-me na companhia de pessoas que só dão importância aos outros pelo seu nome, cargo ou condição financeira. E rio cada dia com mais vontade desta minha disposição para ser um louco, porque só quando me rio é que identifico o lado mais sadio de toda a minha loucura e consigo compreender que é apenas desta maneira que vou chegar a ver aquilo que ainda poucos querem ver, mesmo que isso me cegue ou torne num rebelde para toda a vida.

José Micard Teixeira


Publicado por MoneCarmo em 27/03/2017 às 01h00
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
26/03/2017 18h48
Homem nu vestido de flor...

Deixaste essa vida no meu mês... Saiba que não me importo! E no meio de lágrimas e sorrisos escuto tua risada ao fundo, com a testa franzida, olhar certeiro....Pincel nas mais, blues tocando a flor sob os lábios mordidos e a tinta sob os corpos dos amantes sendo tela...

Vá em paz!

Sejas aquela luz!

O universo tem gratidão por ti!

Com amor...  Guria!

((Pelo falecimento repentino em 09/03/17 do cara mais foda que já conheci - Silvio Thadeu/Silroad Saxman))


Publicado por MoneCarmo em 26/03/2017 às 18h48
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
25/03/2017 21h52
Delícia...

... Quando por fim achamos entender o significado de amar, vêm o universo e nos dá uma lição a respeito... O amor bom, e àquele que nasce no meio do caos. É aquele que te melhora de dentro pra fora, e aquele que não cobra mas que sorrir com a presença do outro.

Sei que ele existe... É deixo- me aqui pra ser encontrada.


Publicado por MoneCarmo em 25/03/2017 às 21h52
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
25/03/2017 17h51
Equalize - Pitty

🎶🎶 ate parece que vc já tinha meu manual de instruções porque vc decifra os meus

sonhos... 🎶🎶


Publicado por MoneCarmo em 25/03/2017 às 17h51
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 
25/03/2017 17h11
Plenitude...

Plenitude e vc se sentir satisfeita com o que enxerga em si mesmo! E vc entender que a paixão quando chega acende nossa melhor luz... E então os olhos brilham, o sorriso e mais bonito, o desejo te incentiva a cuidar mais do corpo... O tesão aflora te exigindo buscar no baú de tuas experiências a melhor parte de amar sem esperar nada em troca! Amar a alma, amar a essência, amar a fragilidade, amar as explosões, amar o toque, amar as brigas... Depois de amar tudo é que vêm o amor que brilha, o amor que cuida, o amor que dialoga, o amor maduro!


Publicado por MoneCarmo em 25/03/2017 às 17h11
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Elasendopoesia) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.



Página 1 de 55 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras